• Logomarca Governo do Estado do RN
  • Governo do Estado do RN
  • Dec 1 2021 12:36PM

Unidades de Conservação

Área de Proteção Ambiental Recifes de Corais - APARC

SECOM/IDEMA26 Nov 2021 09:01

ASCOM/IDEMA
Parrachos de Maracajaú


A Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais (APARC) foi criada em 2001, por meio do Decreto N° 15.746, com o objetivo de proteger a região marinha que abrange a faixa costeira dos municípios de Maxaranguape, Rio do Fogo e Touros, no litoral norte do Estado. Com uma área de mais de 136 mil hectares, a APARC assegura a preservação da biodiversidade marinha presente na Unidade com a ocorrência de recifes de corais - considerado o mais diverso habitat marinho do mundo.

Face às suas belezas naturais e diversidade biológica, a APA constitui-se como pólo turístico do RN, permitindo a prática do mergulho submarino, visitação aos bancos de corais, pesca artesanal e pesquisas científicas.

Para manter o controle turístico e diminuir as pressões antrópicas impostas aos ambientes recifais (parrachos) foram criadas algumas diretrizes preservacionistas com base no Plano de Manejo e Zoneamento da Unidade, entre as quais, as regras de conduta nesses ecossistemas (recifes de corais) e a limitação de quotas diárias de visitação turística.

O monitoramento destas atividades é efetuado pelo Programa de Monitoramento da APARC, e, para sua operacionalização, é cobrada uma Tarifa Ambiental aplicada a cada visitante transportado por empresas e comunidade local. A Tarifa Ambiental é definida através da Portaria N°027/2013 do IDEMA.

Contato

 

Acervo

Atos normativos:

Mapas:

Relatórios:

Imagens:

 

Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental do Recifes de Corais

- Oonfira o documento AQUI!
 

Últimas notícias